Localizada entre belas paisagens, propriedade oferece uvas para consumidor final

Viveiro de Mudas Freiberger implantou estufas de uvas, onde consumidor pode colher as frutas que quer adquirir

15/03/2019 - Artigos/Entrevistas

Jair Fernando Freiberger: gosto por trabalhar com uva se tornou negócio (Foto: Divulgação)
Jair Fernando Freiberger: gosto por trabalhar com uva se tornou negócio (Foto: Divulgação)
Seja vindo pelas estradas de chão do município de São Vendelino ou de Alto Feliz, belas paisagens fazem parte do cenário em direção a localidade alto-felizense de Arroio Jaguar, Canto Canela. É lá que localiza-se o Viveiro de Mudas Freiberger, onde o visitante se deslumbra com uma área de dois hectares de cultivo de uvas em estufas. E a grande atração é o cliente poder entrar no extenso parreiral e participar da colheita.
 
A propriedade é administrada pelas famílias Freiberger e Andrioli, principalmente dos irmãos Jair Fernando Freiberger e Diana Maria Freiberger Andrioli. Eles são filhos de Miguel Sílvio Freiberger e Terezinha Lourdes Freiberger, família que sempre se dedicou à agricultura, de subsistência e também produtora de mudas frutíferas. A propriedade, cuidada com muita atenção, dedicação e conhecimentos, tem como principal fonte de renda o cultivo de mudas frutíferas, principalmente de uva, além do cultivo recente de uvas em estufas, que está na terceira colheita.
 
Na tarde em que o Lince Empresas visitou a propriedade, todos os membros das duas famílias estavam pela propriedade: Jair, esposa Terezinha e filho Jaílson; Diana, esposo Mário e filhos Joel, Miguel e Betina, e ainda a mãe de Jair e Diana, Lourdes, além de vários visitantes. Além de se ocupar com o trabalho, os filhos também investem seu tempo em estudo. Assim, Jaílson faz um curso básico de Administração; Joel está cursando graduação em Agronomia; Miguel, formado em Processos Gerenciais, atualmente realiza dois cursos, um de Gastronomia e outro de Confeitaria; e a pequena Betina, por sua vez, está no ensino fundamental.
 
GOSTO PELA ATIVIDADE SE TORNOU NEGÓCIO
 
Jair se descreve como detalhista e com gosto pela atividade com uvas. Diz que, na fruta, consegue enxergar detalhes que fazem diferença. Assim, começou a cultivar uvas há mais de 20 anos, inicialmente para consumo da família, mas começou a ser procurado por amigos, que queriam adquirir a fruta. “E foram vindo cada vez mais pessoas e, assim, surgiu a ideia de transformar o cultivo de uva em negócio”, afirma.
 
Segundo ele, as famílias trocavam ideias com outras pessoas sobre a possibilidade do negócio e vários consumidores, que iam até a propriedade para adquirir a fruta, as incentivavam a implantar o cultivo. “Pensamos, repensamos, por alguns anos, até que resolvemos colocar a ideia em prática. O projeto foi bem pensado, para não onerar demais, mas, mesmo assim, o investimento foi bastante alto, e projetamos em recuperá-lo em cerca de 8 anos”, afirma. “Inicialmente implantamos só uma parte dos 2 hectares e depois expandimos para o restante da área.
 
Questionado sobre os conhecimentos necessários para a atividade, Jair afirma: “Foi a prática que me ensinou”. Além disso, diz que também participou de dias de campo e outras atividades semelhantes no cultivo de uva, mas que foi realmente a prática que lhe deu os conhecimentos necessários. “Quando entregávamos mudas da família para produtores de uva, aproveitava para adquirir algum conhecimento com eles, aprender mais sobre a atividade. Cuidava das minhas plantas e fazia algumas comparações”, afirma.
 
A ESTRUTURA
 
A estrutura do cultivo de uva em estufas da propriedade começou a ser montada em abril de 2014, ou seja, há menos de cinco anos, em um espaço de cerca de um hectare. Depois, houve a expansão de estufas para a área de 2 hectares. No local, são cultivadas principalmente as variedades Niágara (rosa e branca), Rainha Itália, Rubi e Benetaka. Também a Embrapa Uva e Vinho implantou na propriedade uma Unidade Demonstrativa (de Validação), em que são cultivadas três variedades: BRS Vitória, BRS Isís e BRS Núbia, com acompanhamento técnico da empresa.
 
Atualmente, num hectare, são cultivadas uvas Niágara e, no outro, as uvas de mesa finas. A comercialização da Niágara acontece na própria propriedade, para mercados que vem buscar a fruta e para pessoas físicas que também a buscam. A colheita dessa variedade inicia lá por volta do Natal e vai até meados de fevereiro. Só aí começa a colheita das uvas de mesa. E Jair diz que são rigorosos quanto aos dias de início da colheita, realmente não vendendo a fruta antes das datas estipuladas.
 
Uma coisa que chama a atenção aos visitantes é a parede de vegetação quebra-vento ao redor da estrutura de parreiral em estufas: plantação de capim cameron e árvores. Jair explica que é para evitar estragos que poderiam ser causados pelo vento. Ele explica que a estrutura é bastante resistente a outras condições climáticas, como chuva forte e até granizo.
 
CONSUMIDOR FAZ A DIVULGAÇÃO
 
“Quem vem uma vez é nosso cliente. E essas pessoas acabam falando para outras, que também vem em busca da fruta. Assim, registramos um aumento de 20 a 30% na procura de um ano para o outro, o que exige aumento na produção”, afirma Jair. As pessoas que chegam são acompanhadas por alguém da propriedade, que orienta sobre quais cachos estão mais propícios para a colheita. Porém, se quiser, o próprio cliente pode fazer a colheita, que é pesada e paga por peso. Também são permitidas imagens no local, sendo frequentemente vistos registros de visitas nas redes sociais.
 
Segundo Jair, apesar da propriedade não fazer muita divulgação da atividade, o público é garantido, crescendo a cada colheita. “As pessoas que nos visitam e compram uva conosco é que são os divulgadores do nosso trabalho”, afirma. E, com orgulho, mostra uma foto do presidente da República, Jair Bolsonaro, segurando um cacho de uvas da propriedade Freiberger e Andrioli. O presente, um cesto com uvas, foi dado a Bolsonaro pelo ex-deputado federal Mauro Pereira.
 
ALÉM DE AGRICULTOR, PRESIDENTE
 
Além da propriedade que mantém em Alto Feliz, Jair é presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais da Grande Feliz, que reúne os municípios de Feliz, Linha Nova, Vale Real e Alto Feliz. Está em seu segundo mandato à frente da entidade sindical. Um dia por semana, trabalha na entidade e, fora disso, também participa de atividades que exigem a presença do presidente, como reuniões e encontros.



VIVEIRO DE MUDAS FREIBERGER
 
ENDEREÇO E CONTATOS:
Endereço: Estrada Arroio Jaguar - Canto Canela - Alto Feliz/RS
Telefone: (51) 99678.8225
E-mail: andriolimiguel@hotmail.com
Facebook: www.facebook.com/Viveiro-de-Mudas-Freiberger-1605829336400263
Instagram: www.instagram.com/explore/locations/1605829336400263/viveiro-de-mudas-freiberger



Galeria de fotos